Tripas à moda do Porto

tripas à moda do Porto

Tripas à moda do Porto é o prato mais tradicional da cidade do Porto, sendo confecionado com diferentes tipos de carne (mão de vitela e chispe de porco), tripas (folhos, favos e touca – ou seja, dobrada, como se designa nas regiões mais a sul de Portugal), enchidos diversos e feijão branco. Este prato de carne, afamado aquém e além fronteiras de Portugal, foi um dos finalistas das 7 Maravilhas da Gastronomia portuguesa.

A receita remonta ao final da Idade Média e está intimamente relacionada com a história da cidade e dos seus habitantes. Além de ser uma das glórias do Porto, o prato daria o nome aos habitantes da cidade, conhecidos vulgarmente por tripeiros.  Na altura em que foi criada a receita, a carne não tinha os acompanhamentos da receita atual, até porque o feijão foi introduzido em Portugal após esta época, já na sequência dos Descobrimentos Portugueses; na época, as tripas eram simplesmente acompanhadas com fatias de pão escuro. De entre as várias lendas associadas à criação do prato, a que parece ser efetivamente verídica é a de que o povo, aquando da partida das naus para os Descobrimentos, terá respondido ao apelo  do Infante Dom Henrique, fornecendo as embarcações e enchendo as barricas de madeira com carne salgada. Para o seu consumo, a população ficou somente com as miudezas para confecionar, incluindo as tripas. Foi com elas que tiveram de inventar alternativas alimentares, surgindo assim este prato, também ele símbolo da capacidade de resistência e adaptação da população portuense.

Caldo Verde Tradicional

caldo verde

O caldo verde é uma sopa tradicional portuguesa que, embora com algumas variações, é transversal às diversas regiões de Portugal. Independentemente de levar chouriço ou salpicão, de ser acompanhada com broa ou servida simples, o que é genuíno no caldo verde é a forma característica de cortar muito finamente a folha da couve (tradicionalmente couve portuguesa), sendo esta adicionada a um saboroso puré de batata e condimentada com azeite.

Ingredientes:

Farofa de Natal (Brasil)

farofa de Natal

No Brasil, a farofa é dos acompanhamentos mais populares dos pratos típicos de Natal.  A carne e a farofa formam uma combinação perfeita!
Existem diversas receitas de farofa, algumas delas com ingredientes próprios de uma determinada celebração ou época do ano. Exemplo disso é a farofa de Natal que, apesar de ser uma receita muito económica e simples de confecionar, fica deliciosa e húmida, sendo ótima para acompanhar os pratos tradicionais de Natal – peru, pernil, carne assada, chester

Ingredientes:

Feijoada à Transmontana (Valpaços)

feijoada à transmontana (Valpaços)

Este prato tradicional da cozinha portuguesa é típica de Valpaços, na região de Trás-os-Montes, norte de Portugal. Os seus ingredientes principais são feijão vermelho, carne de porco e enchidos. Normalmente, a feijoada é acompanhada com arroz branco.

Em Valpaços, a feijoada está tradicionalmente associada ao almoço do Domingo Gordo, imediatamente antes do Carnaval. Por norma, começa-se a preparar a refeição de manhã bem cedo, para permitir retirar a feijoada do lume e reaquecê-la antes de servir, pois prefere-se reaquecida.

Espargos com Ovos (Alentejo)

espargos com ovos

Os espargos com ovos mexidos são um prato tipicamente alentejano que serve de entrada para uma refeição marcada pela tradição e requinte. Foi um dos pratos concorrentes às 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal, na categoria das entradas.

Os espargos poderão ser bravos, de conserva ou de cultura, embora o prato fique com um paladar ainda melhor se forem usados espargos bravos na sua confeção.