Bacalhau à Lagareiro

Bacalhau à Lagareiro

Este é um dos pratos de bacalhau mais conhecidos da cozinha tradicional portuguesa. A receita teve origem nas Beiras, onde era preparada em fornos dos lagares de azeite, quando se moía a azeitona e fazia azeite novo, no final de outubro. É daí que advém o seu nome.

Trata-se de uma receita em que o lombo de bacalhau é assado com cebolas e batatas, todos eles generosamnete regados com azeite. Nos primeiros tempos de confeção da receita, quando ainda era preparada nos lagares, as batatas e as cebolas eram espetadas num arame, ainda com casca, e penduradas no forno, onde também se assava o bacalhau. Quando saíam do forno, juntava-se alho cru e regava-se com bastante azeite, acabado de tirar do lagar.

Ingredientes que se podem substituir nas receitas

Ingredientes que se podem Substituir nas Receitas

Quantas vezes não nos aconteceu já querermos preparar um prato e depararmo-nos com um ingrediente na receita que não temos na despensa nesse momento, que desconhecemos ou que não podemos consumir? Nestas situações, a solução é usar o bom senso e substituirmos o ingrediente em causa por outro(s) com gosto e textura semelhantes.

Neste artigo, deixamos-lhe um guia prático para que saiba que ingredientes pode substituir na preparação de uma receita.

Açorda à Alentejana

açorda alentejana

A açorda à alentejana, também conhecida como sopa «azeiteira» ou «sopa mestra». é uma receita tradicional do Alentejo, feita à base de alho, sal, azeite e pão fatiado, preferencialmente caseiro e duro. A este preparado acrescentam-se ervas aromáticas como o coentro ou o poejo, sendo geralmente acompanhado com ovos escalfados, que também podem ser cozidos, e azeitonas. A açorda, que foi um dos pratos finalistas às 7 Maravilhas da Gastronomia portuguesa, pode ainda ser servida com peixe fresco (cozido ou frito) ou bacalhau. Fora do Alentejo, esta sopa é um dos pratos típicos da gastronomia alentejana mais conhecidos.

A receita tem muitas variantes, influenciadas sobretudo pela mudança de estações, e não da região onde é confecionada, como acontece frequentemente na cozinha tradicional.

Carne de Panela (Brasil)

carne de panela

Esta receita de carne é típica da cozinha brasileira, sendo muito saborosa e apreciada pelas donas de casa por ser um prato simples de confecionar. É uma receita que dá para variar de acordo com a preferência ou os ingredientes disponíveis na despensa. Tradicionalmente, a carne é servida com arroz branco ou puré (de batatas ou de mandioca), mas também pode ser desfiada e servida com uma salada. Pode ainda ser saboreada no pão, fatiada.

Não se conhece ao certo a origem desta receita tradicional, mas sabe-se que este tipo de cozinhado é feito desde que surgiram as panelas para a cozedura das carnes. O tempo de cozedura depende do tipo de carne e corte da mesma, mas com a utilização da panela de pressão é muito mais rápido e, por isso, este é o utensílio de eleição na preparação da receita. Ao longo dos anos, e atendendo também às tradições locais, foram sendo introduzidos ingredientes que deixam o cozido ainda mais saboroso.

Sopa de Peixe – Halászlé (Hungria)

Sopa de Peixe - Halászlé (Hungria)

Halászlé é uma sopa picante de peixe com paprica, tomate, pimento e cebola. Tradicionalmente, a sopa é feita em caldeirões grandes, ao ar livre. Esta sopa de peixe é um dos pratos tradicionais que constam na ementa da ceia de Natal.

A Hungria é um país com uma grande riqueza gastronómica, contando com pratos condimentados e deliciosos que, de modo geral, são saborosos, saudáveis e nutritivos. As sopas, de carne ou de peixe, são muito apreciadas e de sabor intenso, sendo o Halászlé (a par do Goulash e do Jokai Bableves) uma das mais apreciadas da cozinha tradicional húngara.