Tag Archives: batata

Salada de Batata com Vinagre (Alemanha)

salada de batata com vinagre

 A salada de batata, Kartoffelsalat, é uma salada prática e muito popular nas festas alemãs. A preparação desta receita tradicional começa pela cozedura das batatas, preferencialmente de uma variedade que não se desfaça após a cozedura.
Não há uma receita única da salada de batata, existem numerosas receitas familiares antigas, que foram passadas de geração em geração. No entanto, em todas as receitas é a batata o ingrediente principal e, além da salada com vinagre, predomina a receita com maionese.
A salada de batata é muito versátil e acompanha alimentos tão distintos como salsichas, costeletas ou peixe assado. Em muitas casas alemãs, a salada substitui a ceia tradicional de Natal.

Ingredientes:

Sopa da Pedra (Almeirim)

sopa da pedra

A Sopa da Pedra é uma sopa tradicional da cozinha portuguesa, originária de Almeirim, em Santarém, no centro de Portugal. É uma sopa consistente e rica, feita à base de carne, enchidos, feijão, couve, batatas e cenoura. Tradicionalmente, coloca-se a pedra, bem lavada, no fundo da terrina e, depois de comida  a sopa, guarda-se a pedra para a próxima vez que for confecionada.

A designação desta sopa encontra-se em muitas culturas ocidentais e tem como base um conto tradicional que apresentamos no final da receita, que nos diz ter sido um frade lambareiro e espertalhão o primeiro homem a confecioná-la.

Sendo um dos pratos típicos da região ribatejana e um dos ícones da cozinha tradicional, a sopa da pedra foi um dos  pratos finalistas nas 7 Maravilhas da Gastronomia portuguesa.

Ingredientes:

(para 6 a 8 pessoas)
  • ½ kg de feijão-encarnado (feijoca)
  • 1 cebola
  • 2 cenouras
  • 1 couve-lombarda
  • 1 farinheira
  • 1 folha de louro
  • 1 ramo de coentros
  • 2 dentes de alho
  • 250 g de carne de vaca
  • 400 g de batatas
  • 60 g de chouriço
  • 60 g de morcela
  • 800 g de carne de porco (orelha, pés e toucinho)
  • sal e pimenta a gosto

Confeção:

De véspera raspe e limpe bem a orelha e os pés de porco e salgue-os. Ponha o feijão de molho.

No dia da confeção, leve o feijão a cozer, juntamente com o louro. Tempere com sal e pimenta. Junte mais água, se for necessário.

À parte coza as carnes e os enchidos (à exceção da farinheira, que deve cozer em separado).

À medida que forem cozendo, vá retirando as carnes sucessivamente, visto que a carne de porco coze mais depressa que a de vaca, o mesmo acontecendo com a morcela em relação ao chouriço. Corte as carnes e os enchidos em pedaços.

Logo que se retirarem todas as carnes, junte a couve, as cenouras, a cebola, todas elas cortadas em pedaços, os alhos picados, e algum tempo depois as batatas também em pedaços.

Depois de cozido, retire 2 conchas de feijão e reduza-o a puré.

Quando os legumes estiverem cozidos, junte-lhes os feijões inteiros e os passados. Deixe ferver todos os ingredientes, para apurar, e retifique o sal. Acrescente também os coentros picados e a pimenta.

Depois de frios, corte os enchidos em rodelas finas.

Tire a panela do lume e introduza as carnes previamente cortadas.

No fundo da terrina onde vai servir a sopa, coloque uma pedra, tipo seixo, bem lavada. Decore com coentros picados e sirva quente.


Carne de Vinha d’Alhos à Moda da Madeira

carne de vinha d'alhos

Esta receita tradicional de Natal, também designada Carne de Vinho e Alhos, é típica da região da Madeira. É consumida durante todo o ano, mas com maior incidência no Natal, sendo um dos principais pratos do arquipélago associados a esta quadra festiva, sobretudo ao almoço do dia 25 de dezembro.

Este prato tradicional de carne, de sabor intenso e avinagrado, deve ser preparado três dias antes da confeção, mantendo-se a carne a marinar na vinha d’alhos durante esse tempo. Pode ser confecionado de diversas formas, dependendo da sua apresentação à mesa.

Sopa de Goulash (Hungria)

sopa goulash

A cozinha tradicional húngara é caracterizada essencialmente pelo uso da paprica e da carne. A sopa de Goulash (ou Gulyás), cozida tradicionalmente em grandes panelas ao ar livre e de sabor intenso e picante, é preparada com carne, paprica e legumes.
Trata-se da sopa equivalente ao tradicional Goulash, ao qual foram adicionados mais líquido e legumes.

Ingredientes:

Batatas Duchesse (França)

batatas duchesse

As batatas duchesse, com origem na cozinha francesa, são uma ótima forma de fazer um aproveitamento de batatas, dando um aspeto requintado ao prato que acompanham, maioritariamente de carne. Estas batatas são muito simples de confecionar e ficam deliciosas, levemente crocantes por fora e cremosas por dentro.

A receita é muito antiga, tendo sido criadas em homenagem a Maria Antonieta (1755-1793), arquiduquesa da Áustria e rainha consorte de França e Navarra. O formato dado ao puré da batata é uma alusão ao penteado alto e ondeado da duquesa. Há registos de que já seriam feitas em 1890 por Auguste Escoffier, cozinheiro de renome mundial que popularizou a cozinha francesa. Nos anos 60 do séc. XX, as batatas duchesse eram muito populares em jantares chiques e festas de casamento.