Tag Archives: toucinho

Xarém com Conquilhas (Algarve)

xarém com conquilhas

No Algarve, tradicionalmente, a farinha de milho obtém-se triturando os grãos na molineta (a mó natural herdada dos Romanos). É com este milho mal moído que se faz o xarém. O prato é composto por conquilhas, papas de milho, tiras de toucinho fumado, pão, água, banha, coentros e sal.

Este prato tradicional do Algarve foi finalista nas 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa. O nome deriva do árabe (zerem), sendo uma forma regional de designar as papas de milho; no entanto, em algumas zonas do Algarve chamam-lhes apenas papas de milho e não “xarém”.

Couve Recheada (Hungria)

couve recheada (Hungria)

Esta é uma das receitas tradicionais de Natal da Hungria, particularmente apreciada no Natal. Além da couve recheada, a mesa de Natal dos húngaros é composta por pratos tradicionais como a sopa de peixe e o peru.

A couve recheada (Töltött Káposzta) é muito popular, não só na Hungria como em todo o Leste Europeu, sendo bastante consumida nos dias frios de inverno. A forma de preparar a receita varia muito de uma região para outra, chegando mesmo as famílias a ter as suas próprias versões. No entanto, apesar das variações, este prato tradicional de Natal consiste em deliciosos rolinhos de couve recheados com carne de porco.

Leitão da Bairrada

leitão da Bairrada

Leitão Assado à moda da Bairrada é um dos pratos tradicionais mais conhecidos desta região, no centro de Portugal, tendo sido nomeado uma das 7 Maravilhas da Gastronomia portuguesa. O sabor picante do molho e a pele estaladiça do leitão são marcas incontornáveis desta especialidade da cozinha tradicional portuguesa.

A origem desta iguaria não está bem determinada, sendo que o registo mais antigo de que há conhecimento refere que se trata de uma receita conventual de 1743, com um modo de confeção muito idêntico ao da receita atual. Devido a esta indeterminação, todos os concelhos da região da Bairrada reivindicam a sua origem.

Peru Recheado à moda do Alentejo

peru recheado

O Alentejo é uma região repleta de tradições e a riquíssima cozinha alentejana, considerada uma das mais marcantes de Portugal, é uma autêntica arte de sabores e aromas. Durante muitos séculos foram criadas e confecionadas receitas com base em produtos  regionais, tendo sido transmitidas ao longo de várias gerações. Estas receitas tradicionais chegam até nós, mais do que um legado gastronómico, como um verdadeiro testemunho cultural da vida e costumes do Alentejo.

O peru recheado é presença habitual na mesa de Natal, época em que, tradicionalmente, se preparam pratos mais elaborados. Nesta receita, o peru é duplamente recheado, dando origem a um prato vistoso e farto, com ingredientes típicos do Alentejo, que dão um toque especial à ceia de Natal. O peito é recheado com ingredientes como carne de porco e vaca, e a barriga com uma mistura de batata, azeitona e especiarias, não precisando o prato de ser servido com outro acompanhamento senão uma salada ou legumes cozidos.

Cabrito do Cumpadre (Brasil)

cabrito do cumpadre

Este prato de carne, a partir do qual se prepara o Pirão de Bode, é típico da cozinha brasileira, mais concretamente da região do nordeste. Tal como o nome indica, esta receita tradicional é feita à base de cabrito, mais concretamente o pernil, levando também toucinho fumado e gordura de porco. Sendo o cabrito uma carne de sabor intenso, na preparação do prato entram condimentos e ingredientes que acentuam sabores, mas tornam o prato menos enjoativo; exemplo disso são os legumes, o sumo de limão, a pimenta e o cheiro-verde.

Este prato de carne é tradicionalmente acompanhado com arroz branco ou batatas douradas e uma salada verde.