Tag Archives: alcatra

Sopa do Espírito Santo (Ilha Terceira)

sopas do Espírito Santo

As festas do Espírito Santo são realizadas desde a Idade Média e ocorrem tradicionalmente aos domingos, durante sete semanas depois da Páscoa. Num misto de profano e religioso, são celebradas em todas as ilhas dos Açores, com especial destaque na Ilha Terceira, onde o culto foi mais difundido. Têm o seu ponto culminante na sétima semana de celebração, quando ocorre um almoço, que é confecionado e distribuído pelos participantes (tradição que terá a sua origem na distribuição de pão aos pobres, pela Rainha Santa Isabel), no qual é servida a tradicional sopa do Espírito Santo – concorrente às 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa.
Também conhecida como sopa de carne, a receita difere de ilha para ilha, mas na sua base está sempre um caldo da cozedura de carnes, o pão duro e a  hortelã, que confere aroma e frescura à receita.

Ingredientes:

Alcatra da Ilha Terceira (Açores)

Alcatra da Ilha Terceira (Açores)

A alcatra é um prato muito aromático, sendo considerado um ex libris da cozinha tradicional da ilha Terceira, nos Açores. Este prato de carne é tradicionalmente confecionado num alguidar de barro vermelho, não vidrado, alto e ligeiramente afunilado, sendo as quantidades da receita ajustadas ao seu tamanho, uma vez que há à venda alguidares de diferentes dimensões. No entanto, se não tiver um destes alguidares típicos, poderá confecionar o prato num tacho de barro, muito comum na cozinha tradicional portuguesa.

Existem várias versões da receita, embora com variações sobretudo nos temperos, que são aplicados a gosto. Antigamente a alcatra era feita com vinho de cheiro, um vinho tinto feito a partir de uvas de casta americana com que se replantaram as vinhas açorianas após uma praga no século XIX. Atualmente, é comum usar-se o vinho branco (ou o tinto, em algumas receitas) na confeção da receita.

Alcatra à Moda dos Açores

alcatra à moda dos Açores

A alcatra é um prato da cozinha tradicional açoriana e, embora seja um prato de referência durante todo o ano, ganha especial destaque na ceia de Natal. Nesta época festiva, a gastronomia açoriana prima pela confeção de carnes, que substituem as receitas tradicionais de bacalhau, muito usuais no continente.

Este prato de carne é acompanhado com a massa sovada típica das cozinha tradicional do Açores ou, na sua falta, fatias de pão de mistura tostado, que se vão embebendo no molho. No entanto, a alcatra também pode ser acompanhada com arroz, batata cozida ou inhame.