Sopa de Feijão – Jokai Bableves (Hungria)

jokai bableves (Hungria)

Esta sopa de feijão está entre os pratos mais populares e apreciados da cozinha tradicional húngara. Trata-se de uma sopa consistente, rica em gordura e muito saborosa, ideal para os dias frios de inverno. É feita à base de feijão, carne, legumes, temperada com a tradicional paprica e regada com natas.
A receita deve o seu nome ao reconhecido romancista húngaro do séc. XIX, Mór Jókai, por ser um admirador incondicional desta sopa. Assim, a tradução portuguesa exata deste prato tradicional será Sopa de Feijão à moda de Jokai.

Ingredientes:

Massa de Pimentão (Algarve)

massa de pimentão

A massa de pimentão, ou pasta de pimento, é originária da região do Algarve, sendo muito utilizada na parte sul de Portugal, maioritariamente na preparação de carne de porco e peixe assados. No entanto, é generalizadamente empregue nos pratos da cozinha tradicional portuguesa.
Pode usar a  massa de pimentão para marinar peixes, aves ou outras carnes, ou ainda para acrescentar a guisados. Dê aos seus pratos o sabor da tradição, preparando um molho com massa de pimentão, um pouco de vinho branco e ervas aromáticas.
Há duas formas de a preparar – crua ou cozida -, sendo que a crua é a mais tradicional. Deixamos-lhe as duas formas de a confecionar e, a partir daí, poderá optar como confecionar a sua massa de pimentão, que poderá ter armazenada até um ano.

Ingredientes:

Sopa de Casamento (Miranda do Corvo)

sopa de casamento (Miranda do Corvo)

Esta sopa é feita no concelho de Miranda do Corvo, com o aproveitamento do saboroso molho da chanfana, muito rico em gordura e nos vestígios de carne.  Tal como a chanfana, é cozinhada numa caçoila de barro, indo ao forno apurar.
A história desta sopa tradicional da cozinha de Miranda do Corvo prende-se com a do prato que lhe deu origem, tendo sido criada no decorrer das invasões francesas, época marcada pela escassez de recursos e que exigia que se fizesse um aproveitamento criterioso dos ingredientes. Até há algumas décadas atrás, a carne comia-se apenas em épocas especiais – festas e casamentos – e os legumes provenientes das hortas, assim como o pão, maioritariamente caseiro, eram os alimentos mais consumidos pelos portugueses. Assim, não se poderia desperdiçar quaisquer sobras de um prato de carne e, comida a Chanfana, fazia-se (como ainda se faz) a deliciosa Sopa de Casamento com o seu molho.
Manda a tradição que os noivos ofereçam o almoço aos convidados no dia seguinte ao casamento. Na época, como já não havia carne suficiente, fazia-se a sopa que se enfeitava com os pedaços de carne ainda disponíveis.

Ingredientes:

Feijoada Brasileira

feijoada brasileira

Feijoada é um guisado de feijão com carne, geralmente acompanhada com arroz.

Este prato tradicional teve origem no norte de Portugal, sendo atualmente um dos mais típicos da cozinha brasileira. Há, no entanto, algumas diferenças na forma de a confecionar, tendo a receita brasileira sido ajustada com ingredientes marcantes da gastronomia do país. No Brasil, a feijoada é feita de uma mistura de feijões pretos e de vários tipos de carne de porco e de vaca, sendo acompanhada de farofa, arroz branco, couve refogada e laranja fatiada, entre outros ingredientes. Em Portugal, por sua vez, o prato é feito com feijão branco ou encarnado, dependendo da região, e acompanhado com arroz branco, legumes e enchidos.

Não há apenas uma receita de feijoada no Brasil. Pelo contrário, há variações da receita, adaptações aos climas e produções locais. No Rio Grande do Sul, a feijoada é servida como prato de inverno. No Rio de Janeiro é servida tradicionalmente às sexta-feiras, dos botecos mais baratos aos restaurantes mais finos. Independentemente da origem, variedades ou adaptações, a feijoada popularizou-se entre todas as camadas sociais no Brasil, sendo um prato tradicional associado a momentos de festa e confraternização.

Pezinhos de Coentrada (Alentejo)

pezinhos de coentrada

Os pezinhos de coentrada são um dos muitos aperitivos de referência da riquíssimo cozinha tradicional alentejana. Como noutros comeres da região, também este prato transforma ingredientes simples em iguarias de eleição pelo prodígio dos alhos e dos coentros.

Este prato típico é geralmente servido sob a forma de sopas de pão, tão marcantes na  gastronomia do Alentejo. Existem várias formas de o preparar, algumas delas com carne de borrego, mas a receita original é feita com pezinhos de porco.