Avançar para o conteúdo
Home » Sopa da Pedra (Almeirim)

Sopa da Pedra (Almeirim)

Compartilhe!

Sopa da Pedra é uma sopa tradicional da cozinha portuguesa, originária de Almeirim, em Santarém, no centro de Portugal. É uma sopa consistente e rica, feita à base de carne, enchidos, feijão, couve, batatas e cenoura. Tradicionalmente, coloca-se a pedra, bem lavada, no fundo da terrina e, depois de comida  a sopa, guarda-se a pedra para a próxima vez que for confecionada.

A designação desta sopa encontra-se em muitas culturas ocidentais e tem como base um conto tradicional que apresentamos no final da receita, que nos diz ter sido um frade lambareiro e espertalhão o primeiro homem a confecioná-la.

Sendo um dos pratos típicos da região ribatejana e um dos ícones da cozinha tradicional, a sopa da pedra foi um dos  pratos finalistas nas 7 Maravilhas da Gastronomia portuguesa.

Sopa da Pedra de Almeirim

Preparo 10 minutes
Cozimento 40 minutes
Refeição Sopa
Culinária Portuguesa
Serve 6 pessoas

Equipamento

  • Panela ,de preferência feita de barro
  • Colher de pau

Ingredientes
  

  • 1 pedra bem lavada
  • 700 g carne de porco , orelha, costelinha
  • 100 chouriço de carne em rodelas
  • 100 morcela em rodelas
  • 600 g batata em cubos
  • 500 g feijão encarnado
  • 2 cebolas
  • 2 dentes de alho
  • 2 folhas de louro
  • coentro a gosto
  • sal a gosto
  • pimenta a gosto

Instruções
 

  • Coloque as carnes de porco (lave bem a orelha antes) e o feijão de molho na água de um dia para o outro. Isso diminui o tempo de cozimento
  • Depois escalde a orelha de porco em água fervente
  • Agora em uma panela com água fervente, coloque a pedra, o feijão, as carnes e os temperos com excessão do coentro
  • Depois que as carnes cozinharem, retire-as da panela, fatie e reserve.
  • Adicione as batatas e o coentro.
  • Quando as batatas estiverem boas devolva as carnes à panela, misture bem e já pode servir
Etiquetas legumes, pedra, sopa

O conto por trás da receita…

Um frade andava no peditório. Chegou à porta de um lavrador, mas não lhe quiseram aí dar nada. O frade estava a cair de fome e disse:

— Vou ver se faço um caldinho de pedra.

E pegou numa pedra do chão, sacudiu-lhe a terra e pôs-se a olhar para ela, como para ver se era boa para um caldo. A gente da casa pôs-se a rir do frade e daquela lembrança. Diz o frade:

— Então nunca comeram caldo de pedra? Só lhes digo que é uma coisa muito boa.

Responderam-lhe:

— Sempre queremos ver isso.

Foi o que o frade quis ouvir. Depois de ter lavado a pedra, pediu:

— Se me emprestassem aí um pucarinho…

Deram-lhe uma panela de barro. Ele encheu-a de água e deitou-lhe a pedra dentro.

— Agora, se me deixassem estar a panelinha aí, ao pé das brasas…

Deixaram. Assim que a panela começou a chiar, disse ele:

— Com um bocadinho de unto é que o caldo ficava a primor!

Foram-lhe buscar um pedaço de unto. Ferveu, ferveu, e a gente da casa pasmada para o que via.

O frade, provando o caldo:

— Está um nadinha insosso. Bem precisa duma pedrinha de sal.

Também lhe deram o sal. Temperou, provou, e disse:

Quando os olhos já estavam aferventados, arriscou:

— Ai! Um naquinho de chouriça é que lhe dava uma graça!…

Trouxeram-lhe um pedaço de chouriço. Ele pô-lo na panela e, enquanto se cozia, tirou do alforge pão e arranjou-se para comer com vagar. O caldo cheirava que era um regalo. Comeu e lambeu o beiço.

Depois de despejada a panela, ficou a pedra no fundo. A gente da casa, que estava com os olhos nele, perguntou-lhe:

— Ó senhor frade, então a pedra?

— A pedra… lavo-a e levo-a comigo para outra vez.

Conto Tradicional português recolhido por Teófilo Braga

15 comentários em “Sopa da Pedra (Almeirim)”

  1. Tenho muita pena de dizer, mas esta nao e a receita da sopa da pedra com origem em Almeirim… Se vao associar esta receita com Almeirim pelo menos facam pesquisa para apresentarem a receita correcta… A sopa da pedra de Almeirim, que e famosa em todo o pais, nao leva nem couves nem cenouras… Esta deve ser uma versao pessoal da pessoa que a editou, nao a sopa da pedra de Almeirim.

  2. Esta não é a sopa de pedra de Almeirim, tal como foi referido nos comentários anteriores a sopa de pedra de Almeirim não leva couve nem cenoura nem carne de vaca, será de bom tom é merecido respeito pelos Almeirinenses que a receita seja corrigida, ou então retirarem a referencia a Almeirim, PORQUE ESTA NÃO É A SOPA DE PEDRA QUE SE FAZ É SE COME EM ALMEIRIM!!!!!!!

  3. eu so comi uma vês am almeirim e vilogo comu sefazia meus caros minhas senhoras e fajoada há tras montana sam couve sam senoura sobatata

  4. Maria João Fernandes Bonito

    A sopa de pedra de Almeirim é um produto CERTIFICADO e tem um modo de confeção muito especifico, sendo o vosso site de divulgação da cozinha tradicional E EM RESPEITO A UM PRATO CERTIFICADO e marcante de uma cidade que é ALMEIRIM, por favor, das duas uma…ou retirem a indicação de que é a sopa de pedra de Almeirim ou então retifiquem a receita pois A SOPA DE PEDRA DE ALMEIRIM NÃO TEM CENOURAS, COVE NEM CARNE DE VACA, qualquer pessoa que venha à minha cidade (Almeirim) para provar a receita de sopa aqui publicada vai sentir-se enganada e esta publicação de receita não abona a favor de um prato gastronómico da nossa terra que é tão apreciado tanto pela população local como por quem nos vem vizitar

  5. Sou de Almeirim e acho uma vergonha esta receita. A Sopa da Pedra NÃO LEVA…CARNE DE VACA, COUVE OU CENOURAS. Se não sabem POR FAVOR NÃO INVENTEM.

  6. Para alem dos produtos/ingredientes
    E a história…
    Não será bem assim, pelo que sei.
    unto??? o que é?
    Sopa do “COZIDO à PORTUGUEGA”, também não.
    NÃO DETURPEM a NOSSA COZINHA PORTUGUESA

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recipe Rating