Natal e Ano Novo

Como pôr a mesa para um jantar

Como pôr a mesa para um jantar

O modo como se põe a mesa reflete muito a personalidade e gosto de cada um, mas há regras básicas que se devem conhecer. As cores e os tecidos devem adequar-se a cada situação: mais formal e requintado para ocasiões festivas, mais moderno, rústico, étnico, jovial ou divertido para refeições em família ou entre amigos.

 

Pernil de Porco ao Vinho (Brasil)

pernil de porco ao vinho

O pernil de porco é um prato muito apreciado, particularmente para a ceia de Natal e Ano Novo, no Brasil e em outros países da América Latina. Embora o peru seja mais tradicional nesta quadra, o pernil tem vindo ter uma procura crescente no Brasil por ser um prato muito saboroso e simples de preparar.

Na cozinha brasileira, há várias receitas de pernil, sendo a carne assada na maioria delas. O pernil de porco ao vinho, tinto ou branco, é um prato requintado e apelativo, tradicionalmente servido no Natal.

Paella Valenciana (Espanha)

paella valenciana

A paella é um prato tradicional à base de arroz é um dos mais apreciados e representativos da cozinha espanhola. Em Portugal, é comummente conhecido como Arroz à Valenciana.
A receita surgiu nos séculos XV e XVI, na região de Valência, onde há muitos arrozais e grande produção de verduras frescas. Trata-se de um prato com raízes populares, tendo sido criado pelos camponeses que saíam para o campo e lavavam os preparativos básicos para a sua refeição: arroz, azeite, sal e a paellera ou paella, uma panela redonda, ampla e rasa onde juntavam ingredientes da caça (sobretudo de lebre e pato), legumes da estação e açafrão que extraíam das flores, dando o colorido amarelado ao arroz. O tomate foi acrescentado posteriormente, assim como o frango, que era muito caro para os padrões da época.
Com a difusão da receita pelo litoral, foram sendo acrescentados os frutos do mar, tornando a paella num prato misto, com ingredientes da terra e do mar.
O nome da receita deriva do recipiente onde é cozinhada, sendo um utensílio já usado pelos Romanos para colocar as oferendas aos Deuses, em rituais de fecundação da terra. O formato deste recipiente facilitava aos camponeses a preparação do arroz e demais ingredientes, proporcionando um cozinhado homogéneo. No entanto, há também referências históricas ao facto de os camponeses prepararem esta iguaria aos fins de semana, quando regressavam para casa, em homenagem às suas esposas. Sendo um prato preparado “Para Ellas”, o nome ficou associado a este momento, marcado pela alegria do reencontro.
Tradicionalmente, a Paella é um prato que os Espanhóis comem em datas festivas (casamentos, aniversários, batizados, fim de ano, feriados…), preferencialmente cozinhado ao ar livre e preparado pelo homem.

Ingredientes:

Cabrito Assado (Beira Alta)

cabrito assado

A cozinha tradicional portuguesa é considerada uma das mais sugestivas e saborosas, contando com uma variedade de receitas e ingredientes regionais que lhe dão um colorido e paladar únicos. Cada região tem as suas tradições gastronómicas e, no Natal, os pratos típicos de cada região ganham especial relevo e importância, também por ser uma festa de família, em que se reavivam costumes antigos.

O cabrito assado é um dos pratos tradicionalmente servidos no Natal, em Portugal, tendo especial expressão nas regiões do norte e Beiras, em que a paisagem natural serrana é propícia à criação deste tipo de animais. Saiba como preparar a receita tradicional de cabrito assado à moda da Beira Alta, um prato típico de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda.
O cabrito, que deverá ser preparado de véspera e sem a fressura, é acompanhado com batatinhas.

Cabrito Assado (Beira Baixa)

cabrito assado (Beira Baixa)

Em Portugal, o cabrito assado é uma receita associada às festividades do Natal e da Páscoa. Embora cada família tenha os seus costumes na época de Natal, o cabrito come-se tradicionalmente no dia 25 de dezembro e não na noite da consoada.

Veja como preparar esta receita prática de cabrito, típica da região da Beira Baixa e com excelente sabor.