Natal e Ano Novo

Polvo Guisado (Douro e Minho)

polvo guisado

Além do bacalhau, que é o prato de referência na ceia de Natal em Portugal, nas regiões do Douro e Minho, assim como nos Açores, é tradicionalmente servido o polvo, com batatas e couve portuguesa cozidas. Atualmente, essa tradição de servir o polvo, normalmente guisado, começa a integrar a ceia de Natal de grande parte das famílias portuguesas.

A Consoada na região de Entre Douro e Minho é o mais típico repasto do Natal português. Já Ramalho Ortigão referia que “Há só um banquete português que desbanca todos os jantares de Paris, mas que os desbanca inteiramente: é a ceia da véspera de Natal nas nossas terras do Minho”.

Roupa Velha de Bacalhau (Minho)

roupa velha de bacalhau

Roupa velha é um prato típico do Minho, feito com as sobras do bacalhau da consoada, que se come tradicionalmente no almoço do dia 25 de dezembro. Sendo uma receita de aproveitamento, este prato começou por estar associado às famílias mais pobres, em que era o almoço servido no dia de Natal. Mas esse conceito perdeu-se e, atualmente, em casa de muitas famílias portuguesas (em Portugal e no estrangeiro), é tradição comer roupa velha antes de servir o prato de carne – peru ou o cabrito assado.

A origem do nome deste prato tradicional português, deve-se ao seu aspeto quando é servido, em que os alimentos se envolvem uns nos outros, cortados em pedaços, com uma mistura de cores e sabores. Mas mais do que o aspeto, é o sabor inconfundível que mais se destaca nesta receita simples e prática de bacalhau, deliciosamente regada com um fio de azeite. Uma receita tradicional a não esquecer…

Kuba (República Checa)

kuba (República Checa)

Nesta época festiva, receba os seus familiares com pratos tradicionais de Natal diferentes e saborosos. Kuba é uma receita típica da República Checa, muito simples de preparar, que serve de acompanhamento a pratos de carne e peixe. Feita à base de cevada e cogumelos, esta receita é tradicionalmente servida na ceia de Natal.

Ingredientes:

Capão Recheado

capão recheado

Capão é um frango castrado em pequeno, por volta dos 2 meses de vida, sendo depois alimentado à base de milho e consumido entre 7 a 8 meses depois, o que favorece o aumento da gordura, ficando a carne macia e delicada. As potencialidades deste tipo de carne foram descobertas, por mero acaso, pelos Romanos da Antiguidade. Pelo que se sabe, um Cônsul romano da época, Caio, gostava de dormir e irritava-o particularmente o cantar dos galos, que o acordava de madrugada. Por isso, fez o senado aprovar uma lei que bania estas aves de Roma. Para poderem continuar a sua atividade, os criadores descobriram uma forma de contornar a lei, castrando os galos – desta forma, eles pararam de cantar e de se interessar pelas fêmeas. Estas aves passaram, então a comer mais do que o habitual e a engordar consideralvelmente. Ao serem abatidos para consumo, rapidamente se constatou que o sabor e textura da carne eram diferentes e muito melhores. Os romanos descobriram ainda que quanto mais cedo fosse feita a castração, melhor seria a carne. O consumo do frango capão foi-se, então, propagando, ficando o consumo desta carne associado a ocasiões festivas – tradição que ainda hoje se mantém em algumas regiões de Portugal e da Itália, em quase toda a Espanha.

O capão recheado é um prato tradicional muito apreciado no Natal, em várias regiões de Portugal, sendo uma ótima alternativa ao peru. Este prato é geralmente acompanhado de batatas em cubos, assadas no molho dom capão, ou puré de batata.

Lombo à Califórnia (Brasil)

lombo à Califórnia

O lombo à Califórnia é uma receita tradicional da cozinha brasileira, geralmente servida na ceia de Natal. É um prato de carne com uma aparência muito bonita e colorida, em que as diversas frutas usadas na receita tornam o lombo mais apelativo e menos enjoativo.

A receita é simples de confecionar e o resultado é uma receita surpreendentemente saborosa e única, ideal para a época de Natal. Experimente e comprove!…