Conservação dos alimentos

Conservação dos alimentos

Dominar bem o planeamento e conservação dos alimentos para ter em casa é algo que requer experiência e alguns conhecimentos, nomeadamente no que se refere ao tempo de conservação de cada alimento, tempos de congelação e características dos aparelhos de refrigeração. O desafio é saber que quantidades de alimentos comprar e como os conservar, evitando o desperdício.

O frigorífico (ou refrigerador) permite conservar os alimentos durante alguns dias, não descendo as temperaturas abaixo dos 0°C. Não podemos esquecer que a subsistência dos alimentos no frigorífico/refrigerador é limitada e quanto mais tempo lá permanecerem, mais curta será a sua validade ao serem retirados.

Relativamente aos congeladores, há diferentes aparelhos com características diferenciadas:

  • O congelador cuja temperatura atinge somente os -18°C conserva produtos que são comercializados já congelados – gelados, hamburgers, legumes, peixe e pizzas, entre outros.
  • O congelador cuja temperatura desce até aos -20 ou -25°C já permite a congelação de qualquer alimento. Normalmente, estes congeladores são assinalados com 4 estrelas.

Veja abaixo um quadro com as temperaturas indicadas para a conservação de alguns alimentos no frigorífico e no congelador, atendendo às suas características: 

AlimentosTemperaturas
AlimentosTemperaturas
Enlatados, alimentos em conserva, pão, açúcar, bebidas em garrafas bem fechadas.18 a 20°C
Fruta (exceto banana) e verduras7 a 1 0°C
Produtos lácteos (leite, queijo, iogurtes, manteiga)4 a 8°C
Carnes, aves, pratos cozinhados e pastelaria0 a 4°C
Peixe e marisco0 a 2°C
Alimentos congelados-18°C
Congelamento imediato de alimentos frescos (carne, aves, peixe, legumes)-25°C

Como organizar o frigorífico para conseguir uma boa refrigeração dos alimentos:

  • Abra a porta o mínimo de vezes possível.
  • Arrecade as verduras nas gavetas (base do frigorífico, que corresponde à zona menos fria); os produtos lácteos (leite, queijo, manteiga, iogurtes) e ovos em zonas isentas de cheiros (normalmente são colocados nos suportes da porta do frigorífico), as carnes e peixes na zona mais fria.
  • Limpe a terra e extraia os parasitas (lesmas, caracóis ou outros) das verduras, antes de as colocar no frigorífico, para evitar a contaminação dos alimentos.
  • Guarde os alimentos em tupperwares fechados ou cubra-os com película aderente ou folha de alumínio, a fim de evitar a perda de humidade e transferência de odores.
  • Assegure-se quetodos os recipientes estão secos e limpos.
  • Limpe periodicamente o frigorífico e faça uma revisão dos alimentos armazenados. As paredes e prateleiras devem ser lavadas e secas antes de voltar a introduzir alimentos.
  • Não encha excessivamente as prateleiras para permitir a circulação do ar.
  • Não guarde os alimentos ainda quentes no frigorífico, deixe-os arrefecer para que não aumentem a humidade e a temperatura, prejudicando a conservação dos que lá se encontram.
  • A carne picada pode tornar-se perigosa se não forem tomadas as medidas de conservação corretas, pois os germes da superfície são imersos e misturados com as restantes partes. É, pois, aconselhável picá-la em casa, de preferência antes da confeção e nunca mais de 2 horas. Nunca deverá congela-la.

Como congelar os alimentos:

  • Congele apenas produtos sãos, de boa qualidade e o mais próximo possível da sua produção (colheita, matança ou pesca).
  • Dê preferência às embalagens largas e achatadas, pois permitem uma congelação mais rápida.
  • Divida os alimentos atendendo às porções em que serão usados, nunca utilizando embalagens demasiado grandes.
  • Não sobrecarregue o congelador com grandes quantidades de alimentos para congelar de uma só vez – o processo torna-se muito lento, prejudicando a sua conservação. Congelar significa conservar a água natural dos alimentos e o melhor resultado obtém-se quando a congelação é feita rapidamente. Numa congelação lenta, formam-se grandes cristais de gelo que danificam as células dos alimentos. Deste modo, depois de descongelados, terão perdido muita água, vitaminas, minerais e grande parte do seu sabor.
  • Não volte a congelar um produto total ou parcialmente descongelado.
  • O pão fica perfeito se o embrulhar ainda morno e congelar de imediato.
  • Para fazer a congelação caseira de legumes ou verduras, mergulhe-os previamente em água a ferver e agite. Deixe ferver 1 a 4 minutos. Passe imediatamente por água fria ou gelo. Deixe escorrer bem e enxugue num pano ou papel absorvente. Embale-os depois em sacos plásticos ou caixas, retirando o máximo de ar possível, e coloque-os no congelador.

Que embalagens usar para a refrigeração (frigorífico) e congelação (congelador):

Uma boa embalagem deve isolar os alimentos, evitando:

  • a perda de humidade, provocada pelo frio;
  • a oxidação, causada pelo contacto com o oxigénio;
  • a troca ou contaminação de odores dos alimentos.

Assim, além de resistentes ao frio, as embalagens devem ser impermeáveis ao ar, à água, ao vapor, gordura e cheiros.

No que se refere às dimensões, devem ser o mais reduzidas possível, para que o frio penetre rapidamente, e de formato regular para facilitar a sua arrumação.

Os sacos de congelação são ideais para alimentos com formas irregulares. Deve eliminar todo o ar e fechar com um fio ou elástico

Não use os sacos das compras, normalmente usados para transporte, para congelar os alimentos, pois dificilmente terão boas condições de higiene.

A película aderente e a folha de alumínio, por sua vez, têm a vantagem de aderir completamente aos alimentos, envolvendo-os bem. Os bordos podem ser colados com fita adesiva especial que não descola a baixa temperatura. O único senão da folha de alumínio é romper-se com facilidade.

Importância de rotular as embalagens no congelador

As embalagens devem ser rotuladas antes de ser colocadas no congelador, para que se consiga fazer um controlo eficaz dos alimentos. A etiqueta deve ser escrita com tinta resistente à humidade e conter as seguintes indicações:

  • Tipo de alimento
  • Indicação se está cru ou cozinhado
  • Quantidade ou número de porções
  • Data da congelação.

Como descongelar os alimentos

A forma de descongelação dos alimentos depende de diversos fatores, como a sua natureza, dimensão e como vai ser cozinhado.

Sempre que possível, os alimentos devem ser cozinhados sem descongelação, ou apenas descongelados parcialmente. Deste modo, mantêm o sabor, cor, textura e o seu valor nutritivo.

Os alimentos que se destinem a ser consumidos crus devem ser completamente descongelados, sendo o processo de descongelação mais indicado colocá-los no frigorífico, na prateleira de baixo. Se for necessário acelerar a descongelação, coloque a embalagem à temperatura ambiente.

Seguindo estas dicas de conservação dos alimentos no frigorífico e no congelador, conseguirá salvaguardar as suas propriedades nutricionais, manter o seu sabor e consistência, assim como evitar contaminações ou desperdícios desnecessários.

Se fizer esta receita, mande-nos a sua foto para o email cozinhaatradicional@gmail.com e nós faremos a divulgação com a indicação da sua autoria.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>