Avançar para o conteúdo
Home » Rabanadas do Douro

Rabanadas do Douro

Compartilhe!

As rabanadas são dos doces mais populares na época do Natal e, embora tenham tido origem no norte de Portugal, são atualmente afamadas em várias regiões do país e além fronteiras. Existem diferentes receitas e designações dependendo da região onde são confecionadas, mas este é um frito associado à abundância que caracteriza a quadra natalícia.

Veja como confecionar deliciosas rabanadas à moda do Douro, tradicionalmente feitas com pão endurecido, e conheça a lenda associada a este doce de Natal.

Ingredientes:

  • 1 pão de véspera (cacete ou pão de forma)
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 300 ml de leite
  • 4 ovos
  • casca de 1 limão
  • açúcar e canela p/ polvilhar
    ou calda para regar as rabanadas

Confeção:

Leve o leite a ferver com o açúcar e a casca de limão.

Bata os ovos muito bem, de modo que a clara fique impercetível.

Corte o pão em fatias com cerca de 1,5 cm e passe-as pelo leite e depois pelos ovos.

Frite as fatias em óleo bem quente e ponha-as a escorrer sobre papel absorvente.

Sirva as rabanadas polvilhadas com açúcar e canela ou com calda de açúcar.

Conhece a lenda associada às rabanadas?

Uma mulher pobre, sem ter quase nada para comer, precisava de se alimentar para dar de mamar ao filho recém-nascido. O seu único alimento eram restos de pão duro, que molhava com leite adocicado. A mulher teve tanto leite que amamentou o seu filho e ainda teve leite para amamentar outras crianças. Desta forma, a rabanada acabou por ser um símbolo de prosperidade e fartura, ambas associadas às festividades de fim de ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *