Avançar para o conteúdo
Home » Receita de Baguete

Receita de Baguete

Compartilhe!

A baguete, um ícone culinário francês, é mais do que apenas um pão. Ela representa uma tradição centenária, uma habilidade artesanal e um símbolo da cultura francesa que conquistou corações e paladares em todo o mundo. Vamos explorar a história, a tradição por trás desse pão icônico e como ela se tornou uma presença cotidiana nas mesas e cestas de pães.

Baguete

Servir como Café da Manhã
Culinária Francesa
Servings 2 Baguetes
Calories 289 kcal

Equipment

  • Tigela
  • Forma
  • Forno

Ingredientes:
  

  • 500 g farinha de trigo
  • 10 g sal
  • 7 g fermento biológico seco
  • 350 ml água morna

Confeção:
 

  • Em uma tigela grande, misture a farinha de trigo e o sal.
  • Em uma xícara, dissolva o fermento biológico seco na água morna. Aguarde alguns minutos até que comece a espumar.
  • Faça um buraco no centro da farinha e despeje a mistura de fermento. Misture até formar uma massa.
  • Transfira a massa para uma superfície enfarinhada e comece a sovar por cerca de 10 minutos, ou até que fique elástica e suave.
  • Retorne a massa à tigela, cubra com um pano úmido e deixe descansar em um local morno por aproximadamente 1 hora, ou até dobrar de tamanho.
  • Pré-aqueça o forno a 220°C.
  • Divida a massa em duas partes e forme cada uma em um retângulo.
  • Dobre a massa sobre si mesma, formando um cilindro, e pressione as extremidades para selar.
  • Coloque as baguetes em uma assadeira enfarinhada e deixe descansar por mais 15-20 minutos.
  • Faça cortes diagonais leves na parte superior das baguetes.
  • Asse no forno preaquecido por 20-25 minutos, ou até que estejam douradas e façam um som oco quando batidas na parte inferior.
  • Deixe as baguetes esfriarem em uma grade antes de cortar.
  • Sirva as fatias com manteiga fresca, queijo ou como acompanhamento para suas refeições favoritas.
Etiquetas baguete, lanche, massa pão

História e Origens:

A baguete, cujo nome significa “vara” em francês, tem raízes que remontam ao início do século XIX. Antes desse período, pães longos e finos já eram populares, mas a baguete como a conhecemos hoje foi refinada em Paris. A versão mais reconhecível do pão foi desenvolvida no século XX, tornando-se uma escolha popular nos cafés e padarias parisienses.

Características Distintivas:

A baguete é conhecida por sua crosta crocante e sua miolo alveolada, repleta de buracos irregulares. Sua forma alongada e fina é ideal para rasgar pedaços pequenos e saborear com manteiga, queijo ou simplesmente como acompanhamento de uma refeição.

Preparação Artesanal:

A autêntica baguete é feita com ingredientes simples: farinha, água, sal e fermento. O processo de fermentação lenta, o amassar cuidadoso e o tempo dedicado à produção são elementos essenciais para criar a textura desejada. As mãos habilidosas do padeiro moldam a baguete antes de assá-la em fornos específicos que proporcionam a crosta perfeita.

Variações Regionais e Modernas:

Embora a baguete clássica seja uma delícia por si só, várias regiões da França desenvolveram suas próprias variações. A “pain de campagne” (pão do campo) é um exemplo comum, incorporando diferentes tipos de farinha para um sabor mais rústico.

Além disso, a baguete inspirou muitas interpretações modernas em todo o mundo. Padeiros inovadores introduziram variações com ingredientes adicionais, como azeitonas, ervas e grãos inteiros, oferecendo uma gama diversificada de sabores.

Curiosidades e Tradições:

  • Na França, existe até uma lei que define o que constitui uma “baguete tradicional”. Segundo essa legislação, a baguete deve ser feita no local e não pode conter conservantes ou aditivos.
  • O “Dia da Baguete” é uma celebração anual na França, quando muitos padeiros competem para criar a melhor baguete, e o vencedor tem a honra de fornecer pães para o presidente francês.

Conclusão:

A baguete transcende seu status de pão para se tornar uma expressão de habilidade artesanal e tradição. Seja apreciada simplesmente com manteiga fresca ou como base para um sanduíche gourmet, a baguete continua a ser uma delícia que conecta pessoas e culturas ao redor do mundo. Ao saborear uma fatia crocante deste pão francês, somos transportados para as ruelas de Paris e para uma história que se desdobra a cada mordida. Bon appétit!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recipe Rating