Posta Mirandesa (Trás-os-Montes e Alto Douro)

A posta mirandesa é uma receita de excelência da cozinha tradicional transmontana. Feita à base da carne de vitela da região, marcada pela sua qualidade internacionalmente reconhecida, é um dos pratos de origem popular que rapidamente atingiu notoriedade aquém e além fronteiras de Portugal.

A receita teve a sua origem nas feiras de gado que se realizavam por todo o distrito de Bragança, sendo inicialmente temperada somente com sal grosso que era lançado sobre sobre os nacos de carne, dispostos sobre uma grelha bem quente. A posta de carne era depois servida sobre um pedaço de pão caseiro, sendo saboreada com o molho que ia libertando no pão.

Para que fique boa, a carne deve ser de carne de vitela Mirandesa pois, além das suas características genéticas, estes animais são criados em pastagens naturais ao ar livre e alimentados exclusivamente à base de produtos naturais. Para grelhar a carne, o lume deve estar forte no inicio e as brasas incandescentes devem estar distribuídas de forma regular no fogareiro ou lareira, de forma a proporcionarem uma distribuição uniforme do calor. A grelha deve ser colocada a uma distância de aproximadamente 10 cm das brasas.

Ingredientes:

(4 pessoas)
Para a base
  • 1,2 kg de carne de vitela mirandesa
  • sal grosso q.b.
Para o molho (opcional)
  • 1 dente de alho
  • 1 malagueta
  • azeite e vinagre q.b.
  • sal e louro q.b.

Confeção:

Corte a carne em quatro nacos com uma espessura de 3 a 4 cm, com cerca de 300 g cada.

Coloque a carne na grelha sem tempero nenhum. Tempere depois com sal grosso a gosto.

Quando começarem a surgir pequenas gotas de sangue à superfície, vire a carne, sem a picar, a fim de se manter suculenta.

Note que a carne só deve ser virada uma vez. Tradicionalmente, a carne é servida mal passada, mas o tempo que a irá deixar na brasa depende do seu gosto pessoal, consoante prefira a bem ou mal passada.

Ao virar a carne, o lume deve estar forte, para que se crie uma crosta que impeça a saída dos sucos internos. Contudo, a crosta não deve ser espessa, para que o calor penetre uniformemente na carne; caso contrário, ficaria queimada por fora e mal grelhada por dentro.

Quando a carne estiver pronta, retire-a e coloque-a numa travessa, mantendo-a junto do calor, para que deixe escorrer o molho, que será depois aproveitado.

Para o molho, comece por picar o dente de alho. Mexa bem todos os ingredientes e, por fim, acrescente o molho da carne.

Acompanhe a carne com batata cozida com casca e grelos salteados. As batatas são regadas com um pouco do molho usado na carne.

Se fizer esta receita, mande-nos a sua foto para o email cozinhaatradicional@gmail.com e nós faremos a divulgação com a indicação da sua autoria.
Print Friendly, PDF & Email

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>