Tag Archives: azeite

Bacalhau com Natas

Bacalhau com natas é um prato  muito popular e apreciado aquém e além fronteiras de Portugal. A origem da receita não está bem definida, mas há registo de uma receita muito similar, criada pelo chefe João Ribeiro, por volta de 1930.

Embora o uso de produtos lácteos, como natas ou queijo não seja muito comum em receitas tradicionais portuguesas, a popularidade deste prato de bacalhau, acabou por torná-lo numa das referências da cozinha portuguesa. Veja como preparar este delicioso prato em que o bacalhau é cozinhado no forno, com camadas de cebola, batata em cubos e natas.

Alheira de Mirandela

alheira de Mirandela

Este prato tradicional da cozinha portuguesa recebe o nome do seu ingrediente principal – a alheira de Mirandela, na região norte de Portugal. Esta receita foi uma das finalistas das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa e, embora tenha vencido na categoria de entradas, ela é amplamente conhecida como prato principal, que aqui apresentamos.

Ingredientes:

Prego no Pão

prego no pão

Prego é o nome dado a um prato típico da cozinha tradicional portuguesa, feito com febra de vaca e geralmente temperado com mostarda ou molho picante. O prego pode ser comido no pão ou no prato, podendo ser frito ou grelhado.
Para que o prego no pão fique no ponto, o bife deve ser fino e tenro, sendo a sanduiche regada com o molho onde a carne foi frita.

Ingredientes:

Bacalhau da Consoada (Minho)

bacalhau da consoada

Uma das tradições gastronómicas mais enraizadas em Portugal na celebração do Natal é o bacalhau, servido na ceia da consoada, no dia 24 de dezembro. Este bacalhau, típico da região do Minho, é uma alternativa ao tradicional Bacalhau cozido com Todos (bacalhau, batata, couve, cenoura, grão e ovo) que a generalidade das famílias portuguesas come na ceia de Natal. Torna-se um prato mais requintado, uma vez que o bacalhau é servido às lascas grossas e sem espinhas. Existem algumas aldeias onde as batatas são cozidas com a pele.

O bacalhau da consoada é servido com um molho de azeite quente, à parte, temperado com alhos e vinagre.

Sopa de Cação (Alentejo)

sopa de cação

Esta sopa é um exemplo da capacidade criativa da cozinha alentejana e das magníficas combinações de pão e ervas aromáticas, possivelmente herdadas da presença árabe. É muito simples de preparar e tem um aroma intenso deixado pelo peixe e, em grande parte, pelos coentros, muito usuais nos pratos tradicionais do Alentejo.

Trata-se de uma receita incontornável da gastronomia alentejana, podendo também ser feita com bacalhau – nesse caso, recebe o nome de sopa de bacalhau com molho de cação. Este peixe, da família do tubarão e da raia, era dos poucos peixes de mar que chegava fresco à maioria da população – não só porque aguentava melhor o transporte, mas também porque era dos mais baratos. No entanto, nos tempos mais difíceis, a sopa não era sequer confecionada com cação, consistia apenas no caldo que serve de base à receita, a que os trabalhadores davam o nome de sopa branca.