Como pôr a mesa para um jantar

Como pôr a mesa para um jantar

O modo como se põe a mesa reflete muito a personalidade e gosto de cada um, mas há regras básicas que se devem conhecer. As cores e os tecidos devem adequar-se a cada situação: mais formal e requintado para ocasiões festivas, mais moderno, rústico, étnico, jovial ou divertido para refeições em família ou entre amigos.

 

Constituição de uma mesa informal

Os objetos que não podem faltar na mesa quando receber familiares ou amigos em sua casa são:

  • copos (o de água à esquerda e o de vinho à direita). Numa refeição informal só se serve um tipo de vinho – branco para peixe e tinto para carne
  • guardanapo (preferencialmente de pano, dado serem mais ecológicos e elegantes)
  • faca da manteiga
  • prato ou cesto (de vime ou de palhinha) para o pão
  • pratos de refeição (de sopa e raso)
  • talheres da refeição principal (colher, garfo e faca)
  • talheres de sobremesa (colher ou garfo e faca)

 

Disposição de uma mesa formal

Receber pessoas para um convívio com alguma cerimónia implica uma mesa mais composta, devendo obedecer-se a algumas regras de etiqueta. A primeira delas é colocar todos os utensílios espaçados e geometricamente alinhados, o que cria harmonia e dá um ar mais organizado à mesa. Outras regras gerais de etiqueta à mesa que podemos evidenciar:

  • Deve colocar-se um resguardo sobre a mesa e só depois a toalha.
  • Quanto mais elegante for a refeição, mais bonita deve ser a toalha (bordada, lisa ou adamascada), de cor branca ou pastel. Não deve quaisquer dobras ou vincos (se for necessário, passe a toalha antes de a colocar na mesa).
  • O sal e a pimenta não devem ser colocados na mesa, uma vez que não se espera que os pratos precisem de uma retificação no tempero.
  • Os guardanapos devem ser de algodão ou linho e dobrados em forma de triângulo ou retângulo. No caso de o guardanapo ter um tamanho considerável, durante a refeição, pode colocar-se no colo, dobrado ao meio.
  • Os talheres colocam-se todos de uma vez, alinhados pelo cabo. A sua sequência obedece à ordem por que serão servidos os diferentes pratos, ficando, assim, os talheres de peixe do lado exterior em relação aos de carne (que ficam junto ao prato).
    Os garfos são sempre colocados à esquerda do prato e as facas à direita, com o lado afiado da lâmina virado para o interior, pronta a ser usada.
    A colher da sopa e outros talheres que não necessitem de outro talher auxiliar devem ser colocados do lado direito do prato, a seguir às facas.
    Os talheres de sobremesa colocam-se na parte superior do prato, ficando o garfo junto ao prato, com o cabo virado para o lado esquerdo, seguido da faca, com o cabo virado para a direita, e a colher, mais afastada, com o cabo virado para o mesmo lado.
    Uma regra clássica é que nunca devem estar na mesa mais talheres do que os necessários para o serviço de três pratos diferentes. Se forem servidos mais pratos, devem-se ir colocando os talheres conforme os pratos são servidos.
  • Conforme se vão servindo os pratos de comida, vão-se removendo os mesmos da mesa, assim como os respetivos talheres.

A imagem abaixo ilustra a disposição da mesa para uma refeição formal, com entrada e pratos diversos:

composição de mesa formal

a) Prato marcador (também conhecido como prato de serviço ou base)
Em muitas mesas formais, além dos pratos de refeição, é colocado um prato marcador, cuja função é meramente decorativa. Os marcadores diferenciam-se dos pratos normais por serem mais rasos e um pouco maiores.
Não há muito mais que explicar quanto ao uso dos pratos à mesa, embora se devam cumprir regras em relação à sua apresentação, nomeadamente:

  • Nunca se põe um prato de sopa diretamente sobre a mesa, deve ser sempre posto sobre um prato raso ou marcador (esta questão deve-se, sobretudo, para evitar a passagem direta de calor para a mesa).
  • Por uma questão estética, não se podem pôr pratos do mesmo tipo juntos, pelo que haverá somente um prato raso, um de sopa (e, eventualmente, um marcador) sobrepostos em cada lugar à mesa.
  • Os pratos para salada, assim como os de sobremesa, só devem ser colocados na mesa na altura em que vão ser utilizados.

b) Prato da manteiga (ou prato do pão)
Este prato é colocado acima dos garfos, ligeiramente deslocado para o centro da mesa, à esquerda da disposição dos pratos. O pão é cortado sobre este prato, mas sem faca, sempre com as mãos.

c)  Garfo de jantar
O maior dos garfos, também chamado garfo de carne, é colocado ao lado esquerdo do prato. Outros garfos menores, para outros pratos, são colocados à esquerda ou à direita do garfo de jantar, dependendo da ordem em que serão usados.

d)  Garfo de peixe
Se for servido um prato de peixe, este garfo é colocado ao lado esquerdo do garfo de jantar, pois será o primeiro a ser usado.

e)  Garfo de salada
Caso seja servida salada depois do prato de carne, o pequeno garfo da salada é colocado ao lado direito do garfo de jantar. Se a salada for servida primeiro, uma vez que a disposição dos talheres é feita de acordo com a ordem pela qual são servidos, os garfos ficarão colocados da seguinte forma (da esquerda para a direita): garfo de salada, garfo de peixe, garfo de jantar.

f) Faca de jantar ou faca de carne
A maior de todas as facas, deve ser colocada ao lado direito do prato de serviço.

g) Faca de peixe
Faca de formato especial, sem lâmina, que fica à direita da faca de jantar.

h) Colher da sopa
A colher é colocada à direita das facas.

i) Garfo de ostras
Caso haja marisco no menu, o garfo de ostra será colocado à direita da colher.

j) Faca da manteiga
Esta faca deve ser colocada na diagonal, no topo do prato da manteiga, com a lâmina voltada para baixo

k) Copos
Os copos dispõem-se da esquerda para direita, pela ordem em que vão ser usados, normalmente o de água, o de vinho tinto, o de vinho branco e, entre estes dois, deslocado para o centro, o de champanhe. Podem, no entanto, ser colocados até cinco copos na mesa, quando se junta um cálice de Porto.

l) Guardanapo
Os guardanapos podem ser dispostos segundo duas correntes diferentes – a inglesa ou a francesa. Se seguir a tradição inglesa, coloque os guardanapos à esquerda do prato; caso prefira a disposição francesa, coloque-os à direita ou pousados simplesmente sobre o prato.

 

Organização dos lugares à mesa

A organização dos lugares na mesa pode ser decidida na altura, se a sua familiaridade com os convidados assim o permitir. Ainda assim, tenha em conta que deve dar aos mais velhos a preferência na distribuição dos lugares.

Se escolher previamente os lugares, saiba que os donos da casa devem sentar-se frente a frente (geralmente ao centro) e os dois convidados mais importantes à direita de cada um. Os restantes convidados devem sentar-se alternando homens com mulheres.

Na hora da refeição, manda a etiqueta que ninguém se sente à mesa antes da dona da casa formalizar o convite para que todos se sentem.

 

O que deve fazer se for anfitriã de um jantar

  • Evite velas aromáticas, uma vez que podem ser do desagrado de alguns convidados e o odor pode tornar-se desagradável, quando misturado com o dos alimentos.
  • Não coloque um centro de mesa demasiado aparatoso, que impeça as pessoas de se verem.
  • Presenteie os convidados com uma lembrança, cujo embrulho poderá colocar no prato ou dar em mãos. Um sabonete de qualidade ou um chá adquirido numa loja gourmet são boas opções.
  • Caso coloque música, assegure-se que é ambiente e permite que as pessoas conversem.
  • Não insista com um convidado se não quiser provar ou beber algo que tenha servido.
  • Se algum dos convidados levar alguém sem ter avisado, procure manter a calma e reorganize as posições à mesa. O que está completamente fora de questão é recusar-se a receber essa pessoa inesperada.

Independentemente de ser um jantar formal ou informal, tente ter tudo preparado e organizado para poder receber os seus convidados à medida que vão chegando. Acima de tudo, relaxe e aproveite a ocasião de convívio com o prazer de receber pessoas em sua casa.

Se fizer esta receita, mande-nos a sua foto para o email admin@cozinhatradicional.com e nós faremos a divulgação com a indicação da sua autoria.