Tag Archives: vinho do Porto

Polvo Guisado à moda do Faial (Açores)

polvo guisado

O polvo guisado é um dos pratos mais emblemáticos da cozinha tradicional açoriana, tendo uma confeção muito idêntica em todas as ilhas. Além do polvo guisado do Faial, a receita tradicional de S. Miguel é uma que ganha maior destaque na gastronomia do arquipélago, havendo poucas variações entre ambas. Todas as receitas de polvo guisado nos Açores levam malagueta na sua preparação, o que permite acentuar sabores, tornando este prato tradicional muito saboroso.

A par com o bacalhau, o polvo guisado é uma referência gastronómica do Natal açoriano, marcando presença quase obrigatória na ceia da Consoada. Tradicionalmente, o polvo guisado do Faial serve-se com batatas cozidas e pão de milho.

Polvo Guisado (Douro e Minho)

polvo guisado

Além do bacalhau, que é o prato de referência na ceia de Natal em Portugal, nas regiões do Douro e Minho, assim como nos Açores, é tradicionalmente servido o polvo, com batatas e couve portuguesa cozidas. Atualmente, essa tradição de servir o polvo, normalmente guisado, começa a integrar a ceia de Natal de grande parte das famílias portuguesas.

A Consoada na região de Entre Douro e Minho é o mais típico repasto do Natal português. Já Ramalho Ortigão referia que “Há só um banquete português que desbanca todos os jantares de Paris, mas que os desbanca inteiramente: é a ceia da véspera de Natal nas nossas terras do Minho”.

Capão Recheado

capão recheado

Capão é um frango castrado em pequeno, por volta dos 2 meses de vida, sendo depois alimentado à base de milho e consumido entre 7 a 8 meses depois, o que favorece o aumento da gordura, ficando a carne macia e delicada. As potencialidades deste tipo de carne foram descobertas, por mero acaso, pelos Romanos da Antiguidade. Pelo que se sabe, um Cônsul romano da época, Caio, gostava de dormir e irritava-o particularmente o cantar dos galos, que o acordava de madrugada. Por isso, fez o senado aprovar uma lei que bania estas aves de Roma. Para poderem continuar a sua atividade, os criadores descobriram uma forma de contornar a lei, castrando os galos – desta forma, eles pararam de cantar e de se interessar pelas fêmeas. Estas aves passaram, então a comer mais do que o habitual e a engordar consideralvelmente. Ao serem abatidos para consumo, rapidamente se constatou que o sabor e textura da carne eram diferentes e muito melhores. Os romanos descobriram ainda que quanto mais cedo fosse feita a castração, melhor seria a carne. O consumo do frango capão foi-se, então, propagando, ficando o consumo desta carne associado a ocasiões festivas – tradição que ainda hoje se mantém em algumas regiões de Portugal e da Itália, em quase toda a Espanha.

O capão recheado é um prato tradicional muito apreciado no Natal, em várias regiões de Portugal, sendo uma ótima alternativa ao peru. Este prato é geralmente acompanhado de batatas em cubos, assadas no molho dom capão, ou puré de batata.