Sopa

Caldo Verde (Marco de Canaveses)

caldo verde

O caldo verde, que foi nomeado uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal,  é uma das sopas mais tradicionais da cozinha portuguesa. Embora seja muito conhecida e apreciada em todo o país, tem uma grande expressão na região norte de Portugal, havendo pequenas variantes como a que aqui apresentamos, oriunda do Marco de Canaveses.  Além do puré de batata e da couve portuguesa, o chouriço de carne (ou o salpicão) são ingredientes fundamentais que dão o sabor característico a esta maravilhosa sopa da cozinha tradicional portuguesa.

Ingredientes:

Caldo Verde (Minho)

caldo verde à minhota

O caldo verde é uma sopa da cozinha  tradicional portuguesa, feita à base de puré de batata e couve portuguesa, cortada muito finamente. Embora sendo típica da região norte de Portugal, esta sopa é muito apreciada e conhecida aquém e além fronteiras, sendo mesmo uma das mais célebres receitas tradicionais do país.

Além dos ingredientes típicos que compõem o caldo verde (puré de batata, couve, chouriço e azeite), a receita do Minho caracteriza-se pela inclusão da broa de milho, sendo a sopa servida em malgas.

Sopa de Cozido à Portuguesa

sopa do cozido à portuguesa

Depois de preparar um Cozido à Portuguesa, tradicionalmente prepara-se uma sopa aromática, rica e muito saborosa a partir do caldo das carnes. Os ingredientes da sopa variam de região para região. Ao caldo de carne, pode ser adicionado pão, arroz ou massa, feijão e a característica hortelã, que está sempre presente nesta sopa.

Ingredientes:

Sopa de Cação (Alentejo)

sopa de cação

Esta sopa é um exemplo da capacidade criativa da cozinha alentejana e das magníficas combinações de pão e ervas aromáticas, possivelmente herdadas da presença árabe. É muito simples de preparar e tem um aroma intenso deixado pelo peixe e, em grande parte, pelos coentros, muito usuais nos pratos tradicionais do Alentejo.

Trata-se de uma receita incontornável da gastronomia alentejana, podendo também ser feita com bacalhau – nesse caso, recebe o nome de sopa de bacalhau com molho de cação. Este peixe, da família do tubarão e da raia, era dos poucos peixes de mar que chegava fresco à maioria da população – não só porque aguentava melhor o transporte, mas também porque era dos mais baratos. No entanto, nos tempos mais difíceis, a sopa não era sequer confecionada com cação, consistia apenas no caldo que serve de base à receita, a que os trabalhadores davam o nome de sopa branca.

Sopa de Couve com Feijão à moda do Minho

Sopa de Couve com Feijão à moda do Minho

Esta sopa consistente, tipicamente minhota, é feita à base de carnes de porco, couve, feijão e batatas. Devido aos ingredientes que a compõem e à sua forma de confeção, é uma sopa mais propícia para os dias mais frios.

No caldo que resta com a couve e o feijão é adicionada farinha de milho e, desta forma surge um outro prato tradicional – as papas de farinha de milho.