Tag Archives: tomate

Gaspacho Alentejano

gaspacho alentejano

O gaspacho alentejano, também denominado caspacho, é um prato tradicional consumido maioritariamente no verão, devido à sua frescura. Esta famosa sopa fria e agradavelmente aromática não é triturada (ao contrário da versão espanhola), caracterizando-se também, por isso, pelo seu aspeto colorido e textura.

No Alto Alentejo, o gaspacho é geralmente apresentado com alguns acompanhamentos, como paio, chouriço ou presunto, azeitonas e até peixe frito ou sardinhas assadas. Estes acompanhamentos enriquecem a sopa e transformam-na numa refeição completa

Sopa de Mandioca

sopa de mandioca

Esta sopa é feita à base de mandioca, um ingrediente tradicionalmente usado na cozinha brasileira.
A receita é simples de preparar e faz uma sopa nutritiva e muito saborosa, ótima para saborear nos dias frios de inverno.
A mandioca é um alimento energético, não contém proteínas nem gorduras, mas é rica em vitaminas do complexo B e minerais – como cálcio, fósforo e ferro, que  participam da formação dos ossos, dentes e sangue. Conforme o tipo, a polpa da mandioca pode ter cor branca ou amarelada.

Ingredientes:

Goulash (Hungria)

goulash

Goulash é o prato mais conhecido da cozinha tradicional húngara, tipicamente rica em aromas e sabores picantes.
Apesar da sua fama, há  uma confusão generalizada acerca da designação desta receita e a sopa de carne conhecida na Hungria como Goulash ou Gulyás. Já o goulash, tal como o conhecemos, pode ser chamado Pörkölt ou Páprika.
O segredo deste cozido está na quantidade de cebola que ele leva e no seu cozinhar lento.
O autêntico goulash foi herdado dos antigos pastores da região, sendo inicialmente preparado com carne de vaca e cebolas. A paprica, condimento que atualmente não se pode dissociar da receita, foi introduzida posteriormente, uma vez que este prato já existia antes da descoberta da América.
A receita tornou-se popular em todo o Império Austro-Húngaro quando um regimento húngaro esteve a prestar serviço em Viena e foi a partir dessa altura, meados do séc. XIX, que se propagou pelo mundo. Os vienenses reivindicam para si a criação de uma variante da receita tradicional, em que empregam preferencialmente a carne de vitela e servem carcaças como acompanhamento.

Ingredientes:

Arroz de Lingueirão (Algarve)

arroz de lingueirão

A gastronomia algarvia tem por base peixe, marisco e produtos do campo, maioritariamente confecionados em cataplanas, guisados ou grelhados. O arroz de lingueirão é um dos pratos tradicionais do Algarve que servem de referência à gastronomia regional, sendo mesmo conhecido aquém e além fronteiras de Portugal – em muito graças ao turismo algarvio.

Associados ao lingueirão, os coentros, o pimento, o louro, o cravinho e o vinho são ingredientes que dão a este prato um aroma e sabor únicos.

Arroz de Carreteiro (Rio Grande do Sul)

arroz de carreteiro

Originário do Rio Grande do Sul, o arroz de carreteiro, comummente conhecido por arroz carreteiro ou simplesmente carreteiro, é uma opção fácil para preparar uma refeição deliciosa, típica da cozinha brasileira.

A receita surgiu com os carreteiros (transportadores de cargas), que atravessavam o sul do Brasil em carretas puxadas por bois e, no decorrer das suas viagens, preparavam o arroz com um guisado de charque, que viria a dar origem a esta receita tradicional, um dos mais afamados pratos da cozinha gaúcha – tradicional do Rio Grande do Sul. No entanto, atualmente a receita é preparada com carne moída ou sobras de churrasco, que se cozinha juntamente com o arroz. A realidade dos carreteiros ficou marcada sobretudo no nome da receita. Com o tempo, o arroz de carreteiro foi sendo introduzido na  cozinha brasileira e, hoje em dia, é um prato tradicional, comum em todo o país.