Tag Archives: pao

Carne de Vinha d’Alhos à Moda da Madeira

carne de vinha d'alhos

Esta receita tradicional de Natal, também designada Carne de Vinho e Alhos, é típica da região da Madeira. É consumida durante todo o ano, mas com maior incidência no Natal, sendo um dos principais pratos do arquipélago associados a esta quadra festiva, sobretudo ao almoço do dia 25 de dezembro.

Este prato tradicional de carne, de sabor intenso e avinagrado, deve ser preparado três dias antes da confeção, mantendo-se a carne a marinar na vinha d’alhos durante esse tempo. Pode ser confecionado de diversas formas, dependendo da sua apresentação à mesa.

Polvo Assado no Forno (Açores)

polvo assado no forno à moda dos Açores

O polvo é um alimento de excelência em termos nutricionais e nas utilidades culinárias que lhe podemos dar – cozido, frito, guisado, grelhado ou estufado, liga-se na perfeição aos demais ingredientes, criando pratos deliciosos. Mas, apesar de ter uma grande expressão na cozinha portuguesa, de serem várias as formas de o confecionar, da sua presença marcante (de norte a sul do país) na ceia da Consoada, as receitas de polvo que têm maior relevância gastronómica são as dos Açores. Exemplo disso é esta receita, que representou o arquipélago na eleição das 7 Maravilhas da Gastronomia Portuguesa, na categoria dos pratos de peixe, tendo sido uma das finalistas.

O polvo assado no forno é confecionado em todas as ilhas dos Açores, de diversas formas, mas foi em Ponta Delgada, nas décadas 50 e 60 do séc. XX, que a receita adquiriu o estatuto que lhe permitiu tornar-se um ex-libris gastronómico, sendo um prato de referência na ceia de Natal.

Polvo Guisado (Douro e Minho)

polvo guisado

Além do bacalhau, que é o prato de referência na ceia de Natal em Portugal, nas regiões do Douro e Minho, assim como nos Açores, é tradicionalmente servido o polvo, com batatas e couve portuguesa cozidas. Atualmente, essa tradição de servir o polvo, normalmente guisado, começa a integrar a ceia de Natal de grande parte das famílias portuguesas.

A Consoada na região de Entre Douro e Minho é o mais típico repasto do Natal português. Já Ramalho Ortigão referia que “Há só um banquete português que desbanca todos os jantares de Paris, mas que os desbanca inteiramente: é a ceia da véspera de Natal nas nossas terras do Minho”.

Gaspacho Alentejano

gaspacho alentejano

O gaspacho alentejano, também denominado caspacho, é um prato tradicional consumido maioritariamente no verão, devido à sua frescura. Esta famosa sopa fria e agradavelmente aromática não é triturada (ao contrário da versão espanhola), caracterizando-se também, por isso, pelo seu aspeto colorido e textura.

No Alto Alentejo, o gaspacho é geralmente apresentado com alguns acompanhamentos, como paio, chouriço ou presunto, azeitonas e até peixe frito ou sardinhas assadas. Estes acompanhamentos enriquecem a sopa e transformam-na numa refeição completa

Sardinhas Assadas (Lisboa e Setúbal)

sardinhas assadas

As sardinhas assadas são dos pratos mais apreciados e consumidos da cozinha portuguesa, fruto de uma forte tradição piscatória. Tal como as receitas de bacalhau, há vários pratos que têm a sardinha como ingrediente principal, mas a sardinha assada é um marco gastronómico da cozinha tradicional portuguesa, tendo sido um dos finalistas na eleição das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal, na categoria dos pratos de peixe.
A sardinha assada é confecionada e comida durante todo o ano, mas ganha especial destaque no verão, sendo um dos marcos das festas tradicionais dos Santos Populares, em Lisboa, em que é saboreada sobre uma fatia de pão.

Ingredientes: